Seja Bem Vindo ao PORTAL F6

Muito mais jovem, criativo, inovador e informação!

SEM QUERER, JÁ LEU...

ANUNCIE AQUI, A PROPAGANDA É A ALMA DO NEGÓCIO!

Web Rádio PORTAL F6, um novo jeito de ouvir rádio...

Novidades em breve, aguardem!

PORTAL F6 - O NOSSO PORTAL DE COMUNICAÇÃO

BEM VINDO AO NOSSO NOVO WEB SITE

terça-feira, 22 de agosto de 2017

Bruna Marquezine e Fiorella Mattheis arrasam em foto de biquíni


Reprodução/Instagram 
É tanta beleza na imagem que fica difícil saber para onde olhar
Bruna Marquezine resolveu esquentar a segunda-feira (21) de seus seguidores. A atriz escolheu um belo biquíni e posou ao lado de Fiorella Mattheis dentro do mar cristalino das Ilhas Maldivas.
A jovem de 22 anos ainda escreveu na legenda da imagem postada no Instagram que “se juntas já causam, imagina juntas”.
Livre, leve e solta após terminar seu namoro com Neymar, Marquezine está escalada para viver a vilã da novela “Deus Salve o Rei”, próxima novela das 19h da TV Globo.
Mattheis também está solteira. Ela e Alexandre Pato decidiram seguir caminhos diferentes após três anos de namoro.
Por Jovem Pan

Sem acordos, reforma política pode ir à votação nesta terça no plenário da Câmara


EFE/Joédson Alves 
 Antes desta votação, Maia chamou os líderes para uma tentativa do chamado “acordo de procedimento”, a ordem de votação das emendas
O presidente da Câmara, deputado Rodrigo Maia, leva nesta terça-feira (22) ao plenário a emenda da reforma política sem a certeza de aprovação do distritão, que ele e o PMDB defendem. Há resistências, e uma outra emenda tenta implantar o distritão misto, que também não é consenso.
A dificuldade é conseguir 308 votos favoráveis no plenário.
Antes desta votação, Maia chamou os líderes para uma tentativa do chamado “acordo de procedimento”, a ordem de votação das emendas.
O líder do PMDB na Câmara, deputado Baleia Rossi, quer o distritão: “existe proposta alternativa do distritão com o voto de legenda. Claro que chegar a 308 votos é a grande dificuldade, agora, tenho visto trabalho grande para que os mais votados sejam os eleitos. É o empoderamento do voto do eleitor em detrimento dos partidos”.
Mesmo o PMDB está dividido. No Sul, a defesa é do distrital ou nada, com tendência forte de ficar como está hoje: eleição por coligação partidária ou partido. O deputado José Fogaça (PMDB-RS) fez defesa do voto de coligação e do distrital: “no Brasil gera-se um distritão, como um Estado inteiro. Se ele não visitar o Estado inteiro ele não se elege. Precisa gastar enormes quantias de dinheiro. Distritão acaba sendo argumento para fundo eleitoral, que é estapafúrdio, de R$ 3,6 bilhões”.
Outro ponto discutido é o financiamento de campanha. A emenda deve criar o fundo mas sem os R$ 3,6 bilhões da proposta aprovada pela comissão. Há ainda a tentativa de voltar com a doação de empresas, mas a possibilidade, segundo avaliação de líderes, é de que isso dificilmente ocorrerá.
O que pensa o relator
O relator da reforma política na Câmara admitiu que mudanças estruturais no sistema eleitoral ficam só para 2020 ou 2022. Vicente Cândido deu a declaração nesta segunda-feira (21) durante um seminário promovido pelo jornal O Estado de S. Paulo, na Zona Norte de São Paulo.
Vicente Cândido afirmou que, independentemente do resultado, o eleitor não deve esperar mudanças estruturais, pelo menos por agora.
*Informações dos repórteres José Maria Trindade e Tiago Muniz

Anitta usa biquíni de fita isolante em gravação do novo clipe

Cantora esteve no Vidigal, no Rio de Janeiro, para produção do vídeo da nova música de trabalho que contará com dupla de funkeiros e rapper americano


Anitta gravou, neste domingo, o clipe da sua próxima música no Morro do Vidigal, no Rio de Janeiro. Entre as imagens divulgadas da produção, é possível ver a cantora andando pela comunidade de mototáxi e usando um biquíni feito apenas de fita isolante colada diretamente no corpo.
A peça pouco usual partiu de uma inspiração típica da comunidade: as fitas foram coladas por Erika Bronze, que se define como a “pioneira do bronzeamento natural no Rio de Janeiro” no seu Instagram. Anitta aparece dançando e rebolando entre cadeiras de praia em uma laje, onde as mulheres pagam para conseguir a marca de biquíni ideal.
Anitta usa biquíni de fita isolante durante gravação de clipe com direção de Terry Richardson no Vidigal (RJ) (Foto/AgNews)
O clipe será para a nova música de trabalho da intérprete de Bang e contará com várias participações: os funkeiros Mc Zaac e Dj Yuri, o rapper americano Maejor e a dupla de música eletrônica Tropkillaz. Ainda não foi divulgado o nome da canção ou quando ela será lançada. A direção ficou com o fotógrafo de moda Terry Richardson, que já trabalhou com nomes como Lady Gaga, Kim Kardashian e Miley Cyrus.

Professora é agredida por aluno dentro de colégio em SC

Marcia Friggi publicou fotos com o rosto ensanguentado no Facebook. Agressões aconteceram dentro da diretoria de uma escola estadual em Indaial (SC)

Já na direção do colégio, segundo o relato de Marcia Friggi, ela informou o acontecido e foi acusada pelo jovem de mentir. A professora afirma que as agressões começaram quando ela tentou argumentar, dizendo que “a sala toda viu”. “Não deu tempo para mais nada. Ele, um menino forte de 15 anos, começou a me agredir. Foi muito rápido, não tive tempo ou possibilidade de defesa. O último soco me jogou na parede”, diz Marcia.
“Estou dilacerada por ter sido agredida fisicamente. Estou dilacera por saber que não sou a única, talvez não seja a última. Estou dilacerada por já ter sofrido agressão verbal, por ver meus colegas sofrerem. Estou dilacerada porque dilacera porque me sinto em desamparo, como estão desamparados todos os professores brasileiros. Estamos, há anos, sendo colocados em condição de desamparo pelos governos. A sociedade nos desamparou”, escreveu ela na postagem, que já foi compartilhada 112.620 vezes até as 20h desta segunda-feira e teve outros 2.384 comentários de apoio à professora.
VEJA tentou contato com a Secretaria de Educação de Santa Catarina, com a Escola de Educação Básica Prefeito Germano Brandes Júnior e com a professora Marcia Friggi, mas não teve respostas até a publicação desta reportagem.

segunda-feira, 21 de agosto de 2017

Escute o Jornal da Cidade de hoje, dia 21 de agosto de 2017

Lei de Queijos do RN é destaque em organização internacional


thumbnail_Queij Jard Ser 02.02.17 (139)
 O Rio Grande do Norte foi destaque internacional como um dos pioneiros em sancionar a Lei Nivardo Mello, que regulamenta a produção e comercialização de queijos e manteigas artesanais no Estado. A Rede Internacional Slow Food, organização global sem fins lucrativos, destacou em seu site o pioneirismo potiguar e afirmou que produtores de queijo de todo o Brasil estão aplaudindo o estado e buscando as próprias leis estaduais.
A lei sancionada pelo governador Robinson Faria no início deste mês vai regulamentar a atividade de 300 queijeiras potiguares, contribuindo para impulsionar o trabalho dos pequenos produtores e movimentar a economia no interior do estado. De iniciativa do deputado Hermano Morais (PMDB), a legislação foi discutida em conjunto com produtores, Secretaria Estadual de Agricultura e Sebrae.
“É um grande avanço para os pequenos e médios produtores de queijo de nosso estado e também uma segurança para os consumidores, além de incentivo à economia do interior e garantia de novos investimentos na agropecuária”, destaca o secretário de Agricultura, Guilherme Saldanha.
Slow Food
Fundado por Carlo Petrini em 1986, o Slow Food se tornou uma associação internacional sem fins lucrativos em 1989. Melhorar a qualidade da alimentação ao redor do mundo e arranjar tempo para saboreá-la é a filosofia da organização, que atualmente conta com mais de 100.000 membros e tem escritórios na Itália, Alemanha, Suíça, Estados Unidos, França, Japão e Reino Unido, e apoiadores em 150 países. O princípio básico do movimento é o direito ao prazer da alimentação, utilizando produtos artesanais de qualidade especial, produzidos de forma que respeite tanto o meio ambiente quanto as pessoas responsáveis pela produção.

ITEP lança novo sistema informatizado para gestão de perícias

O Instituto Técnico-Científico de Perícia do Rio Grande do Norte (ITEP-RN) está lançando hoje (21) o Sistema para Gestão de Perícias (SIGEP), desenvolvido pela equipe de Tecnologia da Informação da Secretária de Segurança Pública e Defesa Social (Sesed).
A princípio, o programa irá registrar a entrada e saída de cadáveres, facilitar o trabalho dos atendentes e contribuir para uma maior agilidade no acesso à informação e estatísticas de Crimes Violentos Letais e Intencionais (CVLI).
Com a chegada deste sistema, o instituto também está dando inicio a implantação do Número de Identificação Cadavérica (NIC), que será único para cada corpo – o que vai evitar a possibilidade de troca de cadáveres.
Segundo o coronel Emiliano, coordenador de Tecnologia da Informação da Sesed, em uma segunda fase de implantação, o sistema vai contribuir para dar mais celeridade na elaboração dos laudos cadavéricos.

Novo single da Anitta é uma resposta para o projeto de lei que criminaliza o funk


Este domingo foi bem agitado para Anitta. A cantora foi até o Morro do Vidigal para gravar seu mais novo single. Intitulado “Vai Malandra”, a canção contará com um teor de protesto contra um projeto de lei que criminaliza o funk.


A cantora já revelou que o país deveria apoiar suas culturas e não criminalizá-las. Para Anitta, o Brasil não dá as chances para os verdadeiros artistas que estão nas periferias. Ludmilla, Nego do Borel, MC Carol e vários outros (incluindo ela) vieram das favelas do Rio de Janeiro.
A carreira da cantora está mais do que projetada nos Estados Unidos e Anitta usará toda sua influência e poder para divulgar seu país lá fora. Recentemente, a artista foi até o Marrocos com Pabllo Vittar e Diplo para gravarem o clipe de “Sua Cara”, que já atingiu 100 milhões de visualizações.

Ficha Limpa no Judiciário completa 5 anos

Quando se fala em ficha limpa, costuma-se pensar em candidatos a cargos eletivos, mas regra do tipo vale também para o Poder Judiciário. A Resolução n. 156/2012, do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), que proíbe nomear em cargos de comissão condenados por improbidade administrativa ou inelegíveis, completou cinco anos no último dia 8 de agosto. De iniciativa popular, a Lei da Ficha Limpa veda a eleição para postos no Executivo e no Legislativo de condenados por diversos delitos.
A norma, aprovada em 2010, nega candidatura a quem cometeu crimes como ocultação de bens e abuso de autoridade, além de infrações eleitorais. São consideradas decisões colegiadas ou com trânsito em julgado. A resolução do CNJ adaptou a regra para o Judiciário. Sem cargos eletivos, os tribunais passaram a barrar a nomeação em função de confiança a quem praticou ato que o torne inelegível à luz da lei eleitoral. Ficam vedados, assim, condenados por crimes hediondos, por improbidade administrativa e afastados a bem do serviço público, entre outros. Desde a determinação, a checagem dos critérios virou rotina nos órgãos judiciais.
Antes da posse, o candidato à vaga entrega declarações da justiça federal, eleitoral, estadual e militar. São juntadas, ainda, certidões dos tribunais de contas, conselho profissional competente e do Cadastro de Condenados por Improbidade, mantido pelo CNJ. Em 2014, a resolução já era cumprida por 97% de todos os órgãos do Judiciário, segundo estudo do CNJ. À época, aplicavam a regra todos os tribunais superiores, regionais federais, eleitorais e militares.

Justiça do RN nega prisão domiciliar a Carla Ubarana duas vezes em menos de 30 dias


carla prisaoO juiz substituto da Vara de Execuções Penais de Natal, Gustavo Marinho, negou a liberação da ex-chefe da Divisão de Precatórios do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte, Carla Ubarana, para cumprir pena em casa. Ela está presa em regime fechado há um ano, na ala feminina do Complexo Penal Dr. João Chaves, Zona Norte de Natal. Esse foi o segundo pedido negado à defesa em menos de um mês. Os advogados dizem que ela tem problemas de saúde.
Marinho ainda determinou que um psiquiatra e um endocrinologista cadastrados pelo Tribunal de Justiça como peritos façam exames para atestar se Carla Ubarana apresenta quadro clínico grave, como alega a defesa. Os exames devem ser feitos com ‘urgência’, de acordo com o despacho.
A defesa teve a primeira petição negada em 28 de julho, pelo juiz Henrique Baltazar, que está em férias em agosto. Menos de um mês depois, no dia 7, os advogados deram entrada em um agravo pedindo a prisão domiciliar. Carla Ubarana foi condenada a 9 anos e 4 meses em regime fechado

Energisa lança conta da energia em Braile


Braile-300x156
Energisa lança na manhã desta segunda-feira (21) a conta de  energia em Braile. A solenidade acontece a partir das 9h, no Instituto dos Cegos. Na ocasião será feita será feita uma impressão da conta em braile.
Estarão presentes representantes da concessionária, do Ministério Público, do Procon, e da Associação Paraibana dos Cegos e dos Instituto de Cegos da Paraíba.

Audiência debaterá transformação de hospitais em unidades de saúde


kelps grito
Por proposição do deputado Kelps Lima (Solidariedade), a Assembleia Legislativa realiza na terça-feira (22), audiência pública para discutir a transformação de hospitais regionais em unidades básicas de saúde em diferentes regiões do Estado.
“Essas mudanças não podem passar sem debate. Apesar do governo alegar que há estudo indicando que a decisão tomada é a mais acertada, a unilateralidade da decisão não pode prevalecer. As pessoas, especialmente as afetadas com a decisão, precisam ser ouvidas”, defendeu Kelps Lima.
A medida do governo deverá afetar hospitais de sete cidades potiguares: Canguaretama, Caraúbas, João Câmara, Acari, São Paulo do Potengi, Angicos e Apodi.

sexta-feira, 18 de agosto de 2017

Cleo Pires diz que não usará mais o sobrenome Pires


243_download (2).jpg
Em entrevista ao youtuber Leo Picon, a Atriz Cleo Pires disse que não usará mais o sobrenome da mãe Glória Pires artisticamente e passará a ser chamada apenas de Cleo. "Vocês não devem me conhecer, porque segundo o Leonardo eu sou obsoleta, mas eu sou Cleo Pires. Cleo, no caso, tô tirando o Pires do meu nome", disse ela.
Além dela, seus irmãos Fiuk e Tainá, já usam apenas um nome artístico. Sua irmã por parte de mãe, Antônia Morais também já usa apenas o primeiro nome.

OAB entra com mandado de segurança para que Maia analise impeachment de Temer


263_images (6).jpg
 A OAB protocolou na Câmara dos deputados um pedido de impeachment contra o presidente Temer no dia 25 de maio, tendo como base as gravações entre ele e o empresário Joesley Batista, um dos donos da empresa JBS. Incomodado com a demora do presidente da câmara Rodrigo Maia em processar o pedido, o presidente nacional da OAB, Claudio Lamachia, entrou no Supremo Tribunal Federal (STF) com um mandado de segurança, com pedido de liminar, para tentar obrigar Maia (DEM-RJ) a analisar o pedido feito pela entidade contra o presidente Temer.
Lamachia argumenta que a demora de Maia em processar o pedido representa "ato ilegal e omissivo", ainda que a Constituição garanta ao presidente da Câmara a prerrogativa de fazer uma análise prévia sobre a aceitação ou não de pedidos de impeachment contra o presidente da República e não estipule prazo para isso.
Claudio acrescenta ainda que o presidente da Câmara pratica um desvio de finalidade de sua prerrogativa, com o objetivo de "blindar" Temer, pois ao não proferir um posicionamento formal, ele impede seus pares de apresentarem recursos contra sua decisão, seja ela para aceitar ou rejeitar o impeachment.
Crime de responsabilidade 
O pedido de impeachment contra Temer foi aprovado em maio pelo Conselho Pleno da OAB. No documento entregue na Câmara, a entidade argumenta que o presidente cometeu crime de responsabilidade e faltou com o decoro ao receber Joesley Batista no Palácio do Jaburu, em visita não divulgada e quando o empresário já era investigado na Operação Lava Jato.
A OAB argumenta ainda que, ao se defender, o presidente não negou o conteúdo da conversa gravada por Joesley e posteriormente tornada pública. No áudio, o empresário supostamente relata tentativas de embaraçar as investigações da Lava Jato. Segundo a entidade, Temer deveria ter comunicado o teor da conversa às autoridades competentes.

Fome é o fator que leva a célula tumoral a migrar pelo corpo

A fome é a razão pela qual algumas células tumorais se separam do tumor primário para colonizar outras partes do corpo, como aponta Colin Goding, cientista do Instituto Ludwig de Pesquisa do Câncer, vinculado à Universidade de Oxfford, no Reino Unido.
Em experimentos com culturas de melanoma humano –tipo de câncer de pele–, o britânico detectou que a falta de nutrientes desativa o maquinário de proliferação celular e faz com que as células tumorais adquiram um fenótipo invasivo.
lesao-diagnosticada-como-melanoma-cientistas-identificaram-uma-proteina-do-cancer-que-controla-a-disseminacao-da-doenca-a-partir-da-pele-para-outros-orgaos-1498744398025_615x300