Header Ads


Companhia aérea TAP continua cancelando voos e passageiros não conseguem voltar para casa no dia marcado


Do jornalista Muriú de Paula, da InterTV Cabugi:
Pessoal, estou no vôo da Tap que foi cancelado neste domingo, 27/09, em Lisboa( Portugal).
Dezenas de pessoas que vinham da Itália, França e outros destinos para Natal (Brasil) também tiveram o vôo cancelado.
Há uns 15 dias, muitos desses que retornavam ao Brasil enfrentaram o mesmo problema na ida. A situação tem sido recorrente porque a Companhia enfrenta dificuldades de operação e ordem econômica e o Governo Português tenta achar uma saída.
À primeira vista, reclamar pode até parecer o capricho de alguém em férias pela Europa. Mas, na prática, são inúmeros casos semanais de desrespeito ao consumidor. Tornou-se comum o drama de passageiros com crianças pequenas e idosos privados de chegar em casa no dia certo; muitas vezes só com a roupa do corpo, além de profissionais que perdem dias de trabalho e tem prejuízos financeiros e de ordem pessoal.
O tratamento dos funcionários com os clientes da TAP é terrível. Levaram o grupo de ônibus para 4 hotéis diferentes a uns 50 km de Lisboa.
Um artifício claro da TAP para economizar na hospedagem dos clientes prejudicados, mas que de fato se configura em maiores transtornos de horas a menos de sono, desgaste físico e tempo perdido.
Isso sem falar que os hotéis tinham apartamentos com mofo e péssima qualidade de serviços.
Os funcionários tanto da Companhia quanto terceirizados tratam os passageiros com grosserias e o clima de desinformação e incerteza causa estresse e tensão irreparáveis.
Tal situação tem sido recorrente e boa parte dos passageiros vai acionar a Justiça assim que chegar ao Brasil.
Se os colegas jornalistas precisarem, posso conseguir contatos dos natalenses prejudicados com essa situação absurda de desrespeito ao consumidor e também ao ser humano.
Obrigado pela paciência em ler essa mensagem, escrita num hotel em uma vila Portuguesa que nem água tem no frigobar.
Grato pela atenção!
Muriu de Paula Mesquita – Jornalista e cliente prejudicado pela TAP