quinta-feira, 12 de novembro de 2015

Governo investe em outros países e não executa recursos no Brasil, diz Felipe Maia


 
Os investimentos em infraestrutura previstos no Orçamento de 2015 não têm sido realizados pelo governo federal. Projetos de portos, rodovias, ferrovias e aeroportos não são executados. 
 
Em contrapartida, de acordo com o deputado federal Felipe Maia (DEM), o governo do PT financia obras em outros países, como Venezuela e Angola. “Recursos para o Brasil, nada. Para os amigos da presidente Dilma Rousseff, tudo. Mas com dinheiro do povo brasileiro”, destacou, em discurso no plenário da Casa, nesta quarta-feira (11).
 
Apesar da movimentação crescente de cargas, os portos receberam apenas 27,5% das aplicações em obras e serviços previstos para 2015. As estradas também tiveram investimento inferior e até outubro deste ano o valor aplicado representa apenas 46,5% do previsto no Orçamento. 
 
Em relação aos aeroportos, no final de 2012, a presidente Dilma anunciou um programa de aviação regional que previa R$ 7,3 bilhões em investimentos em 270 aeroportos no interior do país. No entanto, o programa sequer saiu do papel. 
 
De acordo com o deputado, o governo do PT financiou, na Venezuela, a Usina Siderúrgica Nacional, no valor de US$ 865,42 milhões, e outros US$ 747 milhões foram para a construção do Metrô de Caracas. Angola e República Dominicana receberam, juntas, mais de US$ 1,1 bilhão para financiar uma Usina Hidrelétrica e uma Usina Termelétrica, respectivamente. Já em Cuba, o Porto de Mariel custou US$ 682 milhões aos cofres públicos.