quarta-feira, 6 de janeiro de 2016

BC perde quase R$ 90 bilhões em 2015 para tentar segurar alta do dólar


dinheiro-no-buraco
Com a disparada do dólar no ano passado, o Banco Central registrou perda recorde com as operações de swap cambial. De acordo com dados atualizados pela instituição, o prejuízo com esses leilões em 2015 alcançou R$ 89,657 bilhões pelo resultado caixa e R$ 102,628 bilhões pelo competência. Desde que começou a oferecer esse tipo de operação ao mercado, em 2002, nunca se viu um rombo tão grande para a autoridade monetária. A maior perda anual com os leilões até então havia sido registrada em 2014, de R$ 17,3 bilhões.
O swap é uma arma que o BC possui para evitar volatilidade brusca no mercado de dólares. A instituição alega que o objetivo desse instrumento não é o de controlar a cotação da moeda, já que no País funciona o regime de câmbio flutuante. Em audiência pública na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado no fim do ano passado, o presidente do BC, Alexandre Tombini, chegou a argumentar a parlamentares mais críticos que isso tanto é verdade que o dólar teve valorização de mais de 30% em 2015.