Header Ads


Delegados da PF não descartam medidas judiciais contra ministro da Justiça


pf nova
Após reunião da Diretoria Executiva, a Associação Nacional dos Delegados de Polícia Federal (ADPF) afirmou que não descarta a possibilidade de ingressar com medidas judiciais e administrativas diante de qualquer arbitrariedade que venha a ser praticada pelo Ministro da Justiça.
Por meio de nota, a entidade manifestou “total repúdio” às graves declarações feitas recentemente pelo Ministro da Justiça no sentido, de que afastará, sem provas, Delegados e policiais de investigações criminais.
O ministro da Justiça, Eugênio Aragão, sinalizou que vai afastar da Operação Lava-Jato delegados que atuam na linha de frente da operação em Curitiba, base das investigações que tramitam na primeira instância da Justiça Federal do Paraná, sob a responsabilidade do juiz Sergio Moro.