Header Ads


Justiça condena presidente da Federação das Associações de Municípios da PB


O presidente da Federação das Associações de Municípios da Paraíba (Famup), Tota Guedes, foi condenado a uma pena de três anos e seis meses de detenção. Ele foi acusado pelo Ministério Público Federal (MPF) de irregularidades na contratação da empresa Ednaldo de Sousa Lima (EPAE) quando ele era prefeito de Pedra Lavrada, com o fim de promover uma festa junina. Ainda cabe recurso contra a decisão.
A pena de três anos e seis meses de detenção foi convertida em duas penas restritivas de direito. A primeira consistirá em prestação de serviços à comunidade ou a entidades públicas. Já a segunda consiste em prestação pecuniária de 10 salários mínimos, com valor vigente na época em que ocorreu o crime gerador da condenação, em maio de 2009, atualizado até o efetivo pagamento.
Tota Guedes afirmou ao G1 que não houve irregularidades no processo. “O são joão aconteceu, as bandas tocaram, inclusive esse foi uma das melhores festas desse tipo já feitas em Pedra Lavrada, e por isso vou recorrer dessa decisão, porque acho que não mereci ser condenado”, disse.