Header Ads


Noade acompanha recuperação e reinserção de 287 dependentes químicos


Usuários e dependentes químicos que sejam réus em processos judiciais criminais podem contar com os serviços do Núcleo de Orientação e Acompanhamento aos Usuários e Dependentes Químicos (Noade), criado em 1999 pelo desembargador Saraiva Sobrinho. O Noade tem o objetivo de trabalhar com a prevenção do uso de entorpecentes, a recuperação dos usuários e a reinserção social. Hoje coordenado pelo juiz João Eduardo Ribeiro, o Núcleo funciona no prédio do antigo Grande Hotel, na Ribeira, e atualmente realiza o acompanhamento de 287 pessoas na capital.
O Noade trabalha em parceria com o programa Novos Rumos na Execução Penal, além de atuar diretamente com a Central de Flagrantes de Natal. “Temos um contato grande com o Novos Rumos, eles nos encaminham pessoas que tenham problemas com drogas e nós encaminhamos para eles pessoas que tenham um bom resultado na nossa proposta terapêutica, e o perfil e o desejo de realizar um curso profissionalizante”, explica a coordenadora administrativa do Noade, Lucineide Medeiros.