Header Ads


Otimismo faz bem à memória

city-person-relaxing-sittingPraticar exercícios físicos, se alimentar bem, dormir cedo – recomendações mais do que conhecidas. Mas, considerando que a saúde é uma condição de bem-estar integral, não basta ter o corpo biologicamente saudável, é preciso também estar de bem com a vida. E quem confirma isso são os pesquisadores Katerina Gawronski e Eric Kim, da Universidade de Michigan, nos Estados Unidos.
Ao analisarem a saúde cognitiva de adultos com mais de 65 anos, eles perceberam que os mais otimistas eram mais saudáveis e ainda desfrutavam de uma memória melhor. Além disso, os idosos otimistas se mostraram mais hábeis na resolução de dificuldades do dia a dia.
Mas se você não é muito do tipo otimista, saiba que é possível melhorar. Os estudos revelaram também que podemos mudar a visão que temos de nós mesmos e do mundo. Tome lápis, papel e inspiração para escrever o que você e o mundo têm de melhor. Por mais simples que pareça, os monitoramentos controlados apontaram aumento de otimismo após a realização desse modesto exercício.
Para o pesquisador Eric Kim, “o otimismo pode ser uma nova e promissora ferramenta para a prevenção e para estratégias de intervenções que visem melhorar a saúde cognitiva”.
fonte: revista vida & saúde