sábado, 11 de março de 2017

Série espiritismo – Estudo 7


O quinto pilar do espiritismo: A lei da evolução
• Introdução
Em instituições espíritas há uma frase que tem tudo a ver (apenas o conceito! Não a teoria) com o que o naturalista Charles Darwin ensinava: “O espírito nasce no mineral, dorme no vegetal, se agita no animal e acorda no homem”. Isso é chamado de “a lei da evolução”: a maneira kardecista de explicar as etapas evolutivas do “espírito”.
Já aprendemos em programas anteriores que o termo “espírito”, na Bíblia, não possui a ideia grega – de uma entidade imaterial que sobrevive fora do corpo***. Tendo em mente que “espírito” nas
Escrituras possue várias traduções – especialmente a de “fôlego de vida”, princípio vital que Deus soprou no ser humano (Gênesis 2:7) – fica fácil entendermos como é a evolução espiritual ensinada por Cristo.
1) A Bíblia ensina que o ser humano está em uma evolução espiritual? 1 Pedro 2:2
Resposta: Não da maneira como é ensinada por Allan Kardec. Enquanto que o conceito bíblico é o de “crescimento” para a salvação (1 Pedro 2:2) a fim de sermos livres da morte eterna (Romanos 6:23), Kardec afirma que o “espírito” passa por vários “estágios” até atingir um “nível espiritual” elevado.
2) Há algum texto bíblico que negue o conceito kardecista de evolução?
Resposta: Há muitos, mas, veremos os principais:
Gênesis 1:26-29:“Também disse Deus: Façamos o homem à nossa imagem, conforme a nossa semelhança; tenha ele domínio sobre os peixes do mar, sobre as aves dos céus, sobre os animais domésticos, sobre toda a terra e sobre todos os répteis que rastejam pela terra. Criou Deus, pois, o homem à sua imagem, à imagem de Deus o criou; homem e mulher os criou. E Deus os abençoou e lhes disse: Sede fecundos, multiplicai-vos, enchei a terra e sujeitai-a; dominai sobre os peixes do mar, sobre as aves dos céus e sobre todo animal que rasteja pela terra. E disse Deus ainda: Eis que vos tenho dado todas as ervas que dão semente e se acham na superfície de toda a terra e todas as árvores em que há fruto que dê semente; isso vos será para mantimento.”
Aqui a Bíblia destaca a superioridade dada por Deus ao ser humano, um dia depois da criação dos animais. Todos os seres humanos foram criados à imagem e semelhança de um Deus que não precisa “evoluir”!
Portanto, não existe para o Criador verdade na frase espírita que diz “o espírito se agitar no animal e acordar no homem”. Leia também Gênesis 3:19, Eclesiastes 3:19-21; 12:7.
• João 15:5:“Eu sou a videira, e vocês são os ramos. Quem está unido comigo e eu com ele, esse dá muito fruto porque sem mim vocês não podem fazer nada.”
Jesus afirma que sem Ele não podemos fazer NADA, nem crescermos como pessoas. Já Allan Kardec ensinava que o crescimento (ou evolução espiritual) era algo natural para aqueles que fossem boas pessoas. Ele nunca centralizou o desenvolvimento espiritual na Pessoa de Jesus Cristo.
• Romanos 6:22:“Agora, porém, libertados do pecado, transformados em servos de Deus, tendes o vosso fruto para a santificação e, por fim, a vida eterna”
O termo correto para o desenvolvimento do ser humano (com a ajuda de Jesus) é santificação. O termo grego hagiasmos significa “consagração” [a Deus], “purificação” [do pecado] e “santificação do coração e da vida”. Essas informações são importantíssimas, pois, nos esclarecem que a Bíblia não ensina uma evolução espiritual independente, mas, uma separação (ou santificação) entre a pessoa e o pecado. O conceito de pecado não existe no espiritismo e, por isso, Romanos 6:22, que afirma termos sido “libertados do pecado”, não tem sentido para muitos amigos espíritas.
Também podemos ver que santificação envolve o “coração e a vida”, ou seja: todo o ser em seus aspectos físico, mental e espiritual (1 Tessalonicenses 5:23).
• Hebreus 12:14:“Segui a paz com todos e a santificação, sem a qual ninguém verá o Senhor”
O autor de Hebreus diz que ninguém verá a Deus e será salvo sem a santificação, um processo diário do plano de Deus em nos restaurar para nos parecermos mais com Jesus. Perceba que o texto não diz: “sem a reencarnação e evolução espiritual ninguém verá o Senhor”.
3) Que erro existe em acreditar na evolução espiritual?
Resposta:
1º: Esse conceito nega a necessidade de Jesus (único meio de salvação – João 14:6; Atos 4:12) e da santificação, efetuada por Deus (Filipenses 2:13).
2º: Leva a maioria das pessoas a aceitarem a teoria evolucionista de Darwin, que nega a atuação do Criador: “Por meio da sua palavra, o SENHOR fez os céus; pela sua ordem, ele criou o sol, a lua e as estrelas. Pois ele falou, e o mundo foi criado; ele deu ordem, e tudo apareceu.” Salmo 33:6, 9.
Uma teoria errada leva a outras…
3º: Conduz a pessoa à perdição, pois, não é a verdade como ensinada na Bíblia.
“Fora [do Paraíso] ficam… os idólatras e todo aquele que ama e pratica a mentira.” Apocalipse 22:15.
4) A evolução espiritual ensinada na Bíblia – a santificação – ocorre em vida ou na morte? Hebreus 3:13; 1 Tessalonicenses 4:13.
Resposta: Acontece quando a pessoa está viva, pois, Hebreus 3:13 diz que a transformação é a “cada dia” e que tem de começar “hoje”. Não há oportunidade de salvação ou aperfeiçoamento depois da morte:
“Antes, crescei [o termo está no presente, ou seja: cresça enquanto está vivo! Pedro escreve para pessoas vivas, não mortas] na graça e no conhecimento de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo. A ele seja a glória, tanto agora como no dia eterno.” 2 Pedro 3:18.
“Portanto, nós, como companheiros de trabalho no serviço de Deus, pedimos o seguinte: não deixem que fique sem proveito a graça de Deus, a qual vocês receberam. Escutem o que Deus diz: “Quando chegou o tempo de mostrar a minha bondade, eu atendi o seu pedido e o socorri quando chegou o dia da salvação.” Escutem! Este é o tempo em que Deus mostra a sua bondade. Hoje é o dia de ser salvo.” 2 Coríntios 6:1-2.
E, 1 Tessalonicenses 4:13 é enfático: a morte é um sono sem sonhos. Portanto, não há como “evoluir” estando inconsciente (Eclesiastes 9:5, 6, 10).
5) Jesus pede que nos tornemos pessoas melhores por meio de que método? João 17:17.
Resposta: Pela leitura e estudo da Bíblia, o Livro de Deus que transforma vidas! (Lucas 24:27, 44).
Reflita:“Como nos dias dos apóstolos os homens procuravam destruir a fé nas Escrituras pelas tradições e filosofias, assim hoje, pelos aprazíveis sentimentos da “alta crítica”, evolução, espiritismo, teosofia e panteísmo, o inimigo da justiça está procurando levar as almas para caminhos proibidos.”
“Pelo espiritismo, multidões são ensinadas a crer que o desejo é a mais alta lei, que licenciosidade é liberdade, e que o homem deve prestar contas apenas a si mesmo.” (Ellen White, Atos dos Apóstolos, p. 474.) [Compare com Romanos 14:12 e 2 Coríntios 5:10].
***Nota: Ver Oscar Cullmann em Imortalidade da alma ou ressurreição dos mortos? Uma das maiores autoridades em Novo Testamento, o Dr. Cullmann, teólogo Luterano, mostrou claramente que não há harmonia entre a doutrina grega (do filósofo Platão) sobre o “espírito” com o ensinamento bíblico. Um estudo detalhado dos termos “alma” e “espírito” poderá encontrar no livro Imortalidade ou Ressurreição? do Dr. Samuele Bacchiocchi. Pode ser adquirido com a editora Unaspress pelo site http://www.unaspress.unasp.edu.br ou pelo telefone (19) 3858-9055.
Pergunta pessoal:Amigo (a) ouvinte: tem permitido que Deus fale ao seu coração através desses estudos?
Minha oração: “JESUS: Aceito o plano de Deus para me aperfeiçoar e não o ensinado por Allan Kardec”.
Fonte: NT