segunda-feira, 24 de abril de 2017

Denúncia do ‘Fantástico’ sobre assédio sexual provoca crise entre sócios da Playboy


IMG_1268
  A última edição do ‘Fantástico’, da TV Globo, apresentou reportagem de denúncia contra os sócios da revista Playboy no Brasil, marca que deixou a portfólio da Editora Abril em 2015 e atualmente é controlada pela PBB Editora, que relançou o título em 2016. Na matéria do dominical, pelo menos quatro modelos dão depoimentos alegando assédio por parte de André Sanseverino e Marcos de Abreu.
O material revela depoimentos das modelos Nadya Ferreira, Samantha Ofsiany, Barbara Martins e Adriana Oliveira. As jovens participaram do lançamento da nova Playboy como Coelhinhas e alegaram que Sanseverino passou a assediá-las. Em mensagens de texto trocadas pelo WhatsApp, o empresário teria questionado sobre a possibilidade de uma delas trair o namorado para se beneficiar no mercado de trabalho. Em outro caso, ele pede uma foto nua para a modelo e afirma que “transforma modelos em musas”. “Se for para tentar te ajudar, espero criar um vínculo de intimidade”, escreveu Sanseverino. Abreu também aparece nas acusações por ter assediado as profissionais no dia do evento de lançamento da revista.