terça-feira, 21 de novembro de 2017

Lava-jato: Repasses da Transpetro ao PT leva à prisão ex-gerente da empresa

Ex-gerente da Transpetro é preso em nova fase da Lava Jato que investiga repasse ao PT

Ex-gerente e seus familiares são suspeitos de operacionalizarem o recebimento de R$ 7 milhões de propinas pagas por empresa de engenharia, segundo o MPF
Por Adriana Justi e José Vianna, G1 PR e RPC, Curitiba
O ex-gerente da Transpetro José Antonio de Jesus foi preso na manhã desta terça-feira (21) na 47ª fase da Operação Lava Jato.
Ao todo, foram expedidos 14 mandados judiciais em cidades da Bahia, Sergipe, Santa Catarina e São Paulo.
Antônio de Jesus foi detido na casa dele em Camaçari, na Bahia.
O mandado contra ele é temporário.
Ele e seus familiares são suspeitos de operacionalizarem o recebimento de R$ 7 milhões de propinas pagas por empresa de engenharia.
O valor, segundo o Ministério Público Federal (MPF), foi pago mensalmente em benefício do Partido dos Trabalhadores.
Os valores teriam sido recebidos entre setembro de 2009 e março de 2014.
A atual fase foi batizada de Sothis e também cumpre oito mandados de busca e apreensão e cinco são de condução coercitiva, que é quando a pessoa é levada para prestar depoimento.