Header Ads


Oito partidos do G10 tendem a apoiar reeleição do governador Robinson Faria

Formado por 10 partidos que tem por objetivo renovar cadeiras na Assembleia Legislativa e na bancada potiguar na Câmara dos Deputados, já que não conta com nenhum deputado apto a renovar mandato, o G10, Grupo dos 10, se aproxima cada vez mais do governador e pré-candidato à reeleição, Robinson Faria (PSD).
Já é tido como certo o apoio do PTB e do PPS, que deverão indicar titulares da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, que está vaga desde a saída do ex-secretário Flávio Azevêdo, e da Fundação José Augusto.
Os dirigentes dos dois partidos, Getúlio Batista e Wober Júnior deverão fazer as indicações.
Getúlio é pré-candidato a deputado estadual e Wober trabalha a pré-candidatura da filha Laura Helena, que já disputou vaga na Câmara.
Há quem acene com a possibilidade do Avante, comandado pela pré-candidata a deputada federal Karla Veruska, indicar a Sethas, acumulada hoje pelo coordenador do Governo Cidadão, Vagner Araújo.
Dos demais partidos do G10, abriram conversas também com o governador Robinson Faria, o PSDC, o PMB, o PMN, o PRP, e o PTC.
O Patriota está indefinido e justifica que já fez parte do Governo.
Mas não fechou porta.
Do G10, só não abre conversa com Robinson o PSL (Livre), mas garantiu que seguirá ‘livre’, sem palanque de candidato a governador.
Mesmo comportamento do Patriota, se não se integrar ao projeto da maioria.
Os 9 partidos, antes de virar G10, se reuniram ontem com o coordenador do grupo, vereador Paulinho Freire (PSDB), e trataram dessas definições em torno do apoio à reeleição de Robinson.