Header Ads


Com prefeito cassado e interino afastado, vereadora assume prefeitura de Guamaré e encontra computadores bloqueados e servidores exonerados

Vice-presidente da Câmara Municipal de Guamaré, a vereadora Diva Maria de Araújo foi obrigada a assumir a Prefeitura…

É que, além da cassação, já na instância do STF, do prefeito Hélio de Mundinho, e do afastamento pela justiça, um dia depois de assumir, do presidente da Câmara Lula, a Prefeitura de Guamaré caiu no colo dela.
Uma verdadeira bomba atômica já que, no primeiro expediente como prefeita interina, ela encontrou computadores bloqueados e um pedido de exoneração em massa de secretários, subsecretários e assessores de 1º escalão, essenciais ao funcionamento do poder executivo.
A prefeita interina marcou para amanhã uma audiência no Ministério Público para buscar orientações.
“Infelizmente o cenário político de Guamaré vive numa constante instabilidade e isso traz um angustiante sentimento de insegurança para todos nós. Quero deixar claro que não exonerei ninguém, muito pelo contrário, os pedidos foram entregues sem haver diálogo. Como cidadã torço para que possamos superar esse momento, sem que a população venha sofrer com atitudes inconsequentes!”, disse a prefeita Diva.
No começo da tarde ela foi ao hospital pedir empenho dos servidores para evitar a paralisação dos serviços.
“Mais do que nunca Guamaré precisa do apoio de toda nossa população. É hora de deixarmos os interesses políticos de lado e trabalharmos juntos por nossa cidade. Conclamo todos os servidores a retornarem aos seus postos de trabalho e assim voltarmos a ver o crescimento da nossa cidade”, destacou Diva Maria.
Na sexta-feira a Prefeitura decretou situação de emergência administrativa no município por 60 dias, o que possibilitará a nova gestão a dar continuidade aos programas essenciais à população com a contratação direta de bens e serviços.