Header Ads


Maroon 5 se apresentará no Super Bowl


Dona de diversos Discos de Platina e Diamante, três vezes ganhadora do GRAMMY e um dos nomes mais populares do rock internacional, a banda Maroon 5 provavelmente já alcançou a maioria dos sonhos que todo artista alimenta em início de carreira. Se ainda existem algumas lacunas na trajetória do grupo californiano, uma delas certamente será preenchida no próximo dia 3 de fevereiro, data da 53ª edição do Super Bowl, a grande decisão do futebol americano.
Pela primeira vez, o vocalista Adam Levine e seus companheiros de banda tocarão no badalado Halftime Show (chamado no Brasil de “Show do Intervalo”). O espetáculo acontecerá no Estádio Mercedes-Benz, em Atlanta, durante o intervalo da decisão entre New England Patriots – que chega pela terceira vez seguida ao Super Bowl – e Los Angeles Rams. A apresentação terá participações especiais de Big Boi e do rapper Travis Scott. É provável que uma das canções do repertório do show de cerca de 15 minutos seja o recente sucesso da banda, “Girls Like You”.
Evento musical televisionado mais assistido no planeta, o show do intervalo do Super Bowl começou a ter grandes astros da música pop em 1991, com uma apresentação do grupo New Kids On The Block. Antes, apenas bandas marciais de universidades tocavam na decisão. Nos últimos 28 anos, nomes como Michael Jackson, Paul McCartney, The Who, Gloria Estefan, Rolling Stones, U2, Bruno Mars, Red Hot Chili Peppers, Madonna, Katy Perry, Beyoncé, The Black Eyed Peas e Bruce Springsteen, entre tantos outros, tiveram a honra de cantar na festa.
No ano passado, o astro foi Justin Timberlake. E há dois anos, coube a Lady Gaga se apresentar naquele que seria o “evento musical mais assistido de todos os tempos”, com cerca de 150 milhões de espectadores, com base nas audiências em televisão, visualizações únicas em postagens dos vídeos do show e interações nas redes sociais. Já o “Halftime Show” mais assistido ao vivo foi o de 2015, com Katy Perry, Lenny Kravitz e a rapper Missy Elliott cantando para 118.5 milhões de espectadores.